10 erros comuns que acabam com qualquer apresentação

Saber fazer boas apresentações é uma habilidade que destaca qualquer profissional no mercado. Porém, para muitos, isso ainda é um grande desafio e pode tirar o sono de muita gente que, antes mesmo de estar a frente de uma platéia, sofre com o antecipado “frio na barriga”.

Embora o nervosismo seja algo natural, você deve realmente se preocupar caso seja frequente em suas apresentações ninguém lhe fazer uma única pergunta, vir falar com você ou, até mesmo, ir embora durante sua fala. Se isso ocorre, lamento, mas significa que suas apresentações são um tanto “maçantes”.

Contudo, geralmente são erros básicos que acarretam esse resultado negativo e, por isso, tornam-se ainda  mais fáceis de serem identificados e evitados. E para te ajudar a se dar bem, o diretor criativo da Güs, Luiz Gustavo Schmoekel, listou os dez erros mais comuns cometidos em apresentações corporativas. Saiba o que NÃO cometer.

NÃO DEFINIR UM OBJETIVO CENTRAL

Este é, provavelmente, o principal deslize cometido durante uma apresentação. A falta de um bom roteiro faz você se perder da proposta e começar a falar sobre assuntos aleatórios, sem conexão nenhuma com o tema, e deixa a audiência sem entender nada.

DESCONHECER O PERFIL DO PÚBLICO-ALVO

Se você não conhecer o público para quem está falando, consequentemente não irá atender os interesses dele. Portanto, busque saber quem são as pessoas que estarão presentes no dia e o que elas esperam extrair de você. Essas informações vão ajudar a moldar sua apresentação e direcioná-la para a realidade da plateia.

USAR A APRESENTAÇÃO COMO “TELEPROMPTER”

Geralmente a falta de preparo e, principalmente, carência de conteúdo levam alguns a buscarem auxílio nos próprios slides.  Isso deixa não só você, que é o apresentador, confuso e perdido, como também o público que mal lhe dará ouvidos.

SUBESTIMAR A INTELIGÊNCIA DAS PESSOAS

Outro erro bastante cometido, é quando se prepara uma apresentação com um conteúdo repleto de informações que seu público já conhece. Quando isso ocorre, as pessoas se distraem e perder o foco do que você está falando. Aí voltamos ao item 2 e ressaltamos a importância de se conhecer a audiência, visando levar assuntos inovadores, por meio de uma apresentação criativa, que desperte a curiosidade dos participantes.

EXAGERAR NA QUANTIDADE DE INFORMAÇÕES IRRELEVANTES OU SEM SIGNIFICADO

Causar uma boa impressão pode trazer resultados positivos para você. Um bom começo, é saber como organizar suas ideias numa apresentação bem estruturada e montada; embora muitos ainda pequem nesse quesito. Slides carregados, com muitas informações – na maioria, desnecessárias – e sem imagens pode fazer o público perder o interesse. Você precisa dar espaço para sua apresentação pessoal; explicar o assunto proposto. No slide, procure deixar somente pontos principais, com o objetivo de te direcionar durante a apresentação.

FALTA DE UMA IDENTIDADE OU PADRÃO GRÁFICO

Durante a criação dos slides da apresentação, é preciso avaliar cuidadosamente as cores, tipos de fontes, bem como as fotos que serão usadas, pensando sempre em manter um padrão estético que não traga incômodo ao público – como dito no item anterior. Lembre-se que nem todas as cores combinam, assim como nem todas as fontes de texto são atrativas e de uso profissional. Imagens também precisam ser bem colocadas, distribuídas em slides separados, para não deixar sua apresentação muito pesada.

NÃO USAR A LINGUAGEM CORPORAL E A VOZ COMO ALIADOS NA TRANSMISSÃO DA MENSAGEM

Falar devagar demais ou alto demais, fazer gestos demais ou não saber o que fazer com as mãos: você vai transparecer estar muito nervoso ou seu público é quem ficará bastante irritado. As pessoas ficam agoniadas em situações como essa e deixam de prestar a atenção na apresentação, o que não é muito legal. Por isso, aposte em mudanças na entonação e ritmo da voz, para não deixar sua apresentação monótona. Além disso, os gestos só devem ser usados apenas se forem te ajudar a transmitir uma mensagem, caso contrário, evite.

USO INADEQUADO DO TEMPO

Saber administrar o tempo de uma apresentação é muito importante. É bastante constrangedor ver as pessoas saindo da sala, enquanto você ainda está falando, ou contando as horas para que você encerre logo. Procure usar o tempo que você tem da melhor forma possível; separe sua prioridades e inove a cada tema abordado. Além disso, não há problema nenhum terminar a apresentação antes do horário combinado, o importante é ter cumprido seu objetivo e falar tudo que desejava. E caso isso ocorra, aumente o espaço para perguntas e deixe o público esclarecer suas dúvidas e fazer seus comentários.

NÃO CRIAR UMA CONEXÃO EMOCIONAL COM A AUDIÊNCIA

Se você não sorri, evita olhar nos olhos das pessoas que estão na platéia e, constantemente, dá as costas para ela, infelizmente lhe falta um bocado de carisma. A falta de receptividade deixa a platéia desconfortável e dificulta sua conexão com ela.

FALTA DE PREPARO E ENTUSIASMO

Não treinar as falas antes do dia é um grande erro cometido por parte dos apresentadores, afinal, o ensaio é uma forma de viver a experiência previamente. Desta forma, é possível analisar seus erros –  na linguagem corporal e no próprio conteúdo também -, bem como ganhar confiança em si mesmo antes da apresentação.

 

Crédito da foto: The Office (Divulgação)

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

CONTACT US

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Enviando

©2018 GÜS Strategic Design é apaixonada pelo conhecimento.

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?